Thursday, March 27, 2008

Noturno






Noturno

não dancei na chuva
tampouco os raios e trovões
ergueram-me além

nem lírica
nem embriagada
convenci-me de estrada alguma lamber

vestir-me de estrelas sonâmbula a beijar brumas
rotina de poeta ...
esquecida ao acaso dos versos...

aos encargos
quinta-feira fadigada
cestas inteiras de tragédias ...

num cordel de lamúrias
enfiaram-se todos dentro de mim
ora, alta é a noite

abro as janelas, ponho-me a criar
a hora mais cara,mais breve,
eternidade te quero beber inteira...

no instante refaço o leito de rio
a voz é tremula, ainda, mas já senhora de mim
danço..

danço..danço ...
sobre os demônios de mim...
sobre o reflexo da lua que inventei !

virgínia além mar –poeta

2 comments:

Eliana f.v. - Li Andorinha - said...

Amada Poeta Virgínia além mar!!!! que Lindoooooos "Noturnos" vc e Chopin!!!!
simplesmente um show de "pura beleza e força de sentimentos"....
PARABÉNS...
aplaudindo embriagada minha alma pede Bis
e a minha vontade agora é de te dar um abraço....daqueles que traduzem tudo
o que a gente ta sentindo...

beijinhos em revoadas de carinho e cheiro da terra molhada
da Li Andorinha que te ama e admira além poesias....

barb michelen said...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is