Thursday, July 30, 2009

Há Gosto II


virgínia além mar



Já há neblina em torno da lua, bem queria sair alguns dias, passear ao sol, ficar à toa na rua e esquecer de noites tão frias .

Resguardo-me em raiz, preparando as flores do porvir, mas treme em branco a folha sem versos, enquanto as mãos ocupam-se do chá.

A previsão é de mais chuvas meus amigos e, eu não tenho mais um cão a esperar-me com a alegria que faz esquecer que agosto é chegado. Foi no dia quatro, de um agosto que, sem gosto, meu pai se foi, deixando vazia minha boca de palavras e a chapa do fogão...

Eram bons tempos aqueles de inverno, retornávamos da viagem de férias e ele reunia amigos na cozinha de fora onde havia o fogão rústico à lenha , para vinho, estórias, risadas e cozido de peixes. Enfiava-me entre eles, como mais uma mascote , fazia de tudo para penetrar as reuniões, xeretar as conversas instigantes que versavam sobre os mais diversos assuntos.

Tudo era quente e incrivelmente vivo naquela casa, quando era ainda criança; No jardim enorme, os bancos ao sol, as frutíferas, o telhado pelo qual adora passear... Havia também um gato vagabundo de pelo listrado, ou era uma gata? Como o cão pareceu e foi ficando ganhando nossa admiração.

Vai chover e, não quero molhar os pés nas poças de ausências, desejo um amanhã com o sorriso dos tempos de sopa de peixe e pão quentes e, se possível, um livro de estória para colorir e acordar as sementes do amanhã.
vídeo do trecho do Musical da Broadway Cats ; Na década de 1970, já 10 anos após a morte de T.Eliot. ( patrono do nosso grupo artefilospsipoesia), o então jovem Andrew Lloyd Webber musicou alguns dos Poemas sobre gatos do Poeta Thomas Stearns Eliot, modernista, dramaturgo que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1948. Acrescendo a estes um roteiro que veio a tornar-se a grandiosa obra Musical Cats . Memory é a música mais conhecida e de maior sucesso do musical e uma das minhas prediletas . Ela desabrocha da minha memória em momentos singulares. A peça em resumo trata-se de numa noite especial do ano em que todos os gatos se encontram no Jellicle Ball. Lá, o líder sábio e benevolente, Old Deuteronomy, anuncia qual deles irá para um lugar chamado Heaviside Layer, onde renascerá uma nova vida Jellicle. ( Jellicle ( a palavra só os gatos entendem o significado). Entre os personagens mais marcantes estão Munkustrap, o narrador da história, e Grizabela, the glamour cat.

A crônica encontra-se também no Blog do Discutindo Literatura -
http://discutindoliteraturacronicas.blogspot.com/2009/07/ha-gosto-ii.html
para rever outros espetáculos - http: //www. reallyuseful.com/shows/cats/the-film-1

3 comments:

virgínia além mar- peixe voador said...

Luciana Pessanha disse...
Que delícia acordar e tomar café na sua companhia, querida! Que beleza de texto! Muito grata. Beijos

31 de Julho de 2009 05:43
http: // discutindoliteraturacronicas.blogspot.com/2009/07/ha-gosto-ii.html

Eliana f.v. - Li Andorinha - said...

Virgínia além mar...
Minha querida poeta jardineira
Em teus versos saudades são asas
num canto de passarinho
Faz florescer em nossos sentidos
gorjeios divinos de uma bela sinfonia
Ao papai envio pelas estrelinha a mais pura energia agradecida pela
poesia linda que nos deixou chamada Virgínia

Grata pelo presente Magnífico dessa
tua postagem...deixou meu sábado mais rico e encantado manamiga Vi
ADOREI O VIDEO!!!

Beijinhos de carinho ensolarado
para te aquecer e fazer feliz
da Li que te quer muito bem e te
admira mais ainda

virgínia além mar- peixe voador said...

Minha querida Poetamiga Li Andorinha como é doce tua poesia , douras as frutas do pomar , regas com ternura os jardins d´alma , muito obrigada por tua compreensão neste e em todos momentos compartilhados, tua amizade é ouro e não tem preço,
amei tua Poesia e gesto de ternura.
abraços de tua virgínia