Saturday, March 07, 2009

a mulher e a Lua


a mulher e a Lua

no rosto da lua que doira o céu
límpida e fugaz em sua fase crescente
transponho-me, em considereções ao véu
das cidades e era efervescente
muito pequenas crescia a semente
da mulher que viríamos ser
almejando a maternidade, algumas
outras o trabalho assistencial

o senso do coletivismo germina
enquanto sentimento aflora
embalar, cuidar, preservar nos é essencial
recriar-nos; sina com ou sem véu
falamos de amor logo cedo ...
desejo da flor de nós nos faz transpirar ao luar
Publicado no Recanto das Letras em 08/03/2009Código do texto: T1475140

2 comments:

Efigênia Coutinho said...

no rosto da lua que doira o céulímpida e fugaz em sua fase crescentetransponho-me, em considereções ao véudas cidades...

Venho lhe fazer uma visita, e encontro este seu novo espaço, onde você com sua magia nas palavras, leva-nos a outros espaços.

Meus cumprimentos, é gratificante ter perto uma amiga poetisa , que além adora o mar como eu ,
Efigênia Coutinho

Vânia Moreira Diniz said...

Vica querida
Na emoção do Dia da Poesia tudo se mescla e sua sensibilidade enriquece minha alma.
Obrigada!
Beijos e carinho
vânia