Thursday, August 13, 2009

Livre associação; das efemeridades


Perdoem-me amigos, estou de partida, despeço-me da ausência escondida, uma pérola perdeu a cor, outrora comovida. Das areias quentes tenho saudade e só por isto movo-me em sofreguidão.
Haverá de se fazer uma estrela antiga renascer, por mais que se sinta que ela ainda vibra e, com sua luz embutida constrói-se sonhos nas noites de rede e folclórica ilusão. Creio que não renascerá mesma chama. Estamos em despedidas, dói um pouco saber que o que fomos se foi para sempre e que as sementes das chamas dormitam em lama. Hoje mais que antes sabemos da impermanência e do quanto a paisagem se transforma e, nosso rosto pede o sorriso do encanto que se foi.
Morremos a cada página escrita, a cada olá já em despedida .
Perdoem meus amigos assim como chego já parto. Também vos perdôo por viverem a efêmera sua, também vida. Que o encanto que ficou no retrato seja resguardado da dor que houve e não pode ser aliviada. Que o esplendor reine sobre desassossegos e nos abra aos momentos que ainda virão galopando miragens. Anseio ainda , dizer-vos que tal qual membrana híbrida fortaleço-me em cada despedida e, assim espero que façam e ousem adentrar a monotonia com tamanha fibra, para que sobre nós alguma sentença seja proferida; houve perseverança, lutaram e deixaram-se transformar !

3 comments:

marcia said...
This comment has been removed by the author.
marcia said...

Ola querida! Me emociono sempre, lindo texto!
como é bom vir aqui, Nesse espaço, encontro paz, ternura, beleza, força, e tanta outras coisas.
Hoje acordei, ainda sentindo um pouco de dor (estou acamada), e fui olhar meu blog, e la estava voce! sempre tão terna, tão proxima..tão carinhosa, obrigada!
Obrigada por dividi esse espaço conosco. Saiba que hoje foi daqui que colhi as três pedras preciosas : Esperança , Fé e paz!
Minha querida Vica

bju

Eliana f.v. - Li Andorinha - said...

Vi manamiga amada!!
Não sei porque ao ler esse teu texto me deu vontade de te dar um
abraço...daqueles sem palavras...só com a ternura que meu espírito quer lhe ofertar para florir em seu coração...um sorriso

Grata poeta querida pela riqueza dos teus escritos...alimento precioso para minha alma...

beijinhos em gorjeios de passarinho te envolvendo com carinho
da Li que te que um bem enorme