Thursday, September 17, 2009

À Luz da razão



À luz da razão ?

Tão simples parece
quando sob a luz vens...

Oh , razão em pensamento
segmento da sensação
fermento sob ação do tempo...

Destemido descarta injunções
acata o sentir alinha ventilação

Como flor se dá ao fruir das horas
passado inverno e botão,
abre-se, re es ta bele cendo

c o n e x õ e s ...

Flui sereno entre prenhes riachos do cérebro
filtrando atos seguindo ao mar das ações

C o m p l e x o s de emoções
enclausurados
afastavam a clareza de visão...
É Primavera nela residem passadas e futuras estações...

3 comments:

Eliana f.v. - Li Andorinha - said...

Caríssima Poeta Virgínia além mar!!! És o sonho da razão!
MAGNÍFICO TEU POETAR!PARABÉNS!
Deslumbrada e totalmente sem palavras para dizer o alcance dessa tua poesia
junto a essa imagem minha alma é toda passarinho...deixo-me ficar...
e Agradeço por enfeitar meu viver com tão belos versos

beijinhos com carinho admirado da li tua fã

marcia said...

Lindo! Me encanta essa sua suavidade com as palavras...
sdds dessa Mestra.
bju

virgínia além mar vicamf said...

agradeço as amigas pela visita e tão agradáveis palavras, sempre um motivo a mais para continuar compartilhando a Poesia, bjs
a vcs. Eliana e Marcinha queridas.